Black Friday: Faturamento e Estratégias

Black Friday no Brasil

 

Black Friday (em português, sexta-feira negra) é o dia que inaugura a temporada de compras natalícias com significativas promoções em muitas lojas retalhistas e grandes armazéns.

A Black Friday chegou no Brasil em 2010 e só envolveu varejistas online. A primeira da grande liquidação por aqui foi organizada pelo site Busca Descontos, especializado em cupons de descontos e que atua nas principais lojas virtuais do país.

No ano seguinte, o Extra adotou a Black Friday também para os preços de suas lojas físicas e o evento começou a chamar atenção de comerciantes grande e pequenos, dentro e fora da internet.

Especialistas acreditam que o que impediu o evento de virar tradição por aqui mais cedo foi a resistência dos brasileiros que vivem do comércio. Os varejistas tinham medo de promover grandes descontos antes do Natal, já que os saldões sempre aconteceram no Brasil depois do Ano Novo.

Claro que as primeiras vezes da Black Friday em terras brasileiras não foram toda essa maravilha que a gente costuma ver acontecendo nos Estados Unidos, a maioria dos descontos divulgados não eram reais e muitas outras tramoias foram praticadas, até o Procon tomar partido dos consumidores.

O que motiva os consumidores a participarem da Black Friday no Brasil?

Os descontos de até 80% nos produtos desejados. Muitas pessoas fazem uma reserva financeira para gastar no mês de novembro. Afinal de contas, não é à toa que a iniciativa começou com um faturamento de R$ 3 milhões, em 2010, e em 2014 a Black Friday Brasil bateu a barreira de R$ 1 bilhão de vendas, alcançando R$ 1,2 bilhão em faturamento nas lojas participantes. Em 2019, alcançou R$ 3,2 bilhões em vendas, segundo levantamento da Ebit | Nielsen.

Nesse ano, a primeira campanha pós-pandemia será no dia 27 de novembro.

 

Algumas estratégias para conseguir vender mais na Black Friday

  • Não ofereça descontos maquiados, seja sempre transparente com seus clientes pois eles são os maiores divulgadores de sua loja;
  • Invista em divulgações;
  • Sua demanda vai aumentar, então prepare-se para não faltar o estoque do produto que mais sai;
  • Tenha sempre vários meios de pagamentos disponíveis;
  • Invista em gatilhos mentais, como em contagem regressiva para alguns produtos;
  • Tenha funcionários especializados e bem treinados;
  • Analise os preços dos concorrentes e tenha o seu diferencial.